2010.02_Minoru Tanio

Reverendo Minoru Tanio (Igreja Paulista)

 

Gostaria de parabenizar a todos pela magnífica celebração da Cerimônia mensal de fevereiro. Apesar de não estar à altura, recebi a incumbência de palestrar hoje e gostaria de contar com a atenção de todos por alguns instantes.

Entramos no ano 173 da Revelação Divina. Nos últimos anos, estão sendo noticiados na televisão muitos casos de calamidades naturais em várias partes do mundo. Aqui no Brasil, por vários dias seguidos, temos ouvido falar de várias desgraças, como inundações e deslizamentos de terra. Sobre as calamidades naturais, temos no Ofudessaki:

Os desmoronamentos, os trovões, os terremotos

e os tufões deste mundo são a ira de Tsukihi.                                         VI-91

Trovões, terremotos, vendavais e inundações,

estes são também o pesar e a ira de Tsukihi.                                       VIII-58

Com que pensamento estão ouvindo esta explanação?

Chamas e chuvas de fogo no céu e maremotos.                                     VI-116

Nevascas, terremotos, deslizamentos de terra, vendavais, ressacas, tsunamis, tudo isso é ensinado como a ira de Deus. Deus-Parens nos mostra esses fenômenos no sentido de apressar a maturação espiritual dos seres humanos.

Tenho uma história sobre tsunami.

Certo missionário saiu para fazer o missionamento na cidade de Pondicherry, na Índia. A primeira vez que ministrou o Sazuke foi em uma linda menina de sete anos de idade. Ela estava há dois dias deitada, com dores em todo o corpo e sem apetite. O missionário, no desejo de salvar a todo custo essa menina, fez o serviço de solicitação com todo o fervor, pedindo: “Deus-Parens, Oyassama, por favor, salvem esta menina. Em troca, ofereço a vida da minha própria filha de seis anos que está no Japão.”

Em pouco tempo, essa menina recebeu a graça de recuperar a saúde.

Entretanto, a sua querida filha não saía de sua cabeça. Voltando ao Japão, a primeira coisa que verificou foi se sua filha estava bem. Ao saber dessa história, a filha perguntou ao missionário: “Papai, você não se importa se eu morrer?” Foi muito difícil explicar para ela.

No entanto, para salvar uma criança que tinha tomado sob seus cuidados, Oyassama solicitou prometendo: “Ofereço a vida de minhas duas filhas. Se isso for insuficiente, ofereço a minha própria vida.” Por ter seguido esse exemplo da vida-modelo, foi conseguindo ministrar mais e mais o Sazuke e isso chegou aos olhos de um político da Índia.

Houve tempo em que o ensinamento da Tenrikyo e seus missionários sofriam severa fiscalização, mas como nunca houve problema, a própria cidade passou a colaborar.

Assim, quando solicitou: “Gostaria de fazer o Serviço de Solicitação em um lugar público”, foi aconselhado: “Para que um maior número de pessoas possa se reunir, é melhor que seja na praça da praia”. Assim, o evento ocorreu com apoio da polícia e fizeram até propaganda. No dia, o Serviço de uma hora ocorreu sem nenhum problema, contentando a numerosas pessoas.

Dois meses depois, houve aquele grande terremoto na Baía de Sumatra e toda a costa leste da Índia ficou destruída.

Essa pessoa visitou a costa leste da Índia dias depois e ficou impressionado com a situação de destruição. No entanto, vendo a praia onde fez o Serviço de Solicitação no local de missionamento, duvidou do que seus olhos lhe mostravam. Sendo a continuação da mesma praia, era natural que fosse atingido pelo tsunami, mas somente nessa cidade não houve danos. Deus protegeu apenas essa cidade. Somente essa cidade onde foi realizado o Serviço de Solicitação não foi atingida pelo tsunami. Isso quer dizer que houve a salvação de milhares de pessoas devido ao Serviço de Solicitação realizado.

Ouvindo a respeito de fatos como esse, penso mais seriamente o quanto é importante o Serviço de Solicitação.

Ainda, há 17 anos atrás, houve no Japão, na baía da ilha de Okujiri, em Hokkaido, um terremoto de magnitude sete ou oito. O terremoto causou um grande tsunami, com ondas de 10 metros de altura. Poucos minutos depois, a ilha foi praticamente engolida e não sobrou praticamente nada. Houve 140 pessoas mortas nessa tragédia.

Nessa cidade havia uma igreja da Tenrikyo. Tanto o condutor como sua família puderam se refugiar rapidamente nas montanhas e não correram perigo de vida. Depois que as águas do grande tsunami baixaram, eles voltaram à igreja e a situação era de destruição, assim como em toda a cidade. Não havia nem telhado e nem paredes na igreja. No entanto, para a surpresa de todos, o altar feito de madeira estava ali tal qual foi deixado. O tsunami que havia levado até o telhado, acabou não tocando no altar.

Normalmente, estaria boiando e seria levado pelas águas do tsunami, mas deixando intacto apenas o altar onde Deus-Parens está assentado, foi mostrado aos seres humanos sobre o trabalho de Deus.

Vendo esse aspecto, creio que as pessoas tiveram a certeza de que o tsunami também é um trabalho de Deus.

Falando um pouco sobre o Serviço de Solicitação que citei há pouco, há um artigo escrito pelo mestre Kazuo Murakami, da Universidade de Tsukuba, no Japão, que fala a respeito de uma experiência que o Dr. Randolph Byrd, médico cardiologista do Hospital Geral de São Francisco, realizou na UTI dos pacientes cardíacos. Com a colaboração de 393 pacientes, verificou que os pacientes que foram objeto de oração por outras pessoas eram menos sujeitas a aparelhos respiratórios, a antibióticos e aparelhos de diálise artificial. A porcentagem dessas pessoas era bem inferior.

A ciência ainda não conseguiu descobrir como a oração cura, mas nas palavras divinas isso está claro:

“Deus é a imagem que se vê na graça concedida ao pedido realmente sincero”.

Dessa forma, ensina que a providência vista como resultado da solicitação feita através de oração é o trabalho de Deus.

A ciência evolui mais e mais e a medicina também vai evoluindo, mas o número de pessoas doentes não diminui nem um pouco.

“O Serviço e o Sazuke” ensinados por Deus-Parens são um dos aspectos da oração. A eficácia do tratamento através de oração é como ligar o interruptor genético dessa pessoa. Falando de forma mais compreensível, é como ligar uma lâmpada escura por causa de energia fraca numa corrente elétrica mais alta, chamada Deus-Parens.

O fato da eficácia da oração ser reconhecida pela sociedade médica americana nos faz pensar que está mais próximo o dia em que os trabalhos de Deus-Parens serão reconhecidos.

 

Perdoem-me por falar algo particular de minha igreja, mas sobre o Serviço de Solicitação, havia uma menina com tendência a neurose que acabou tomando de uma só vez 60 cápsulas de um remédio para dormir que, na verdade, não se podia tomar mais que um por dia. Ela foi levada ao hospital e foi feita uma lavagem estomacal, mas ficou em estado de coma e o médico disse que, mesmo que se salve, ficaria em estado vegetativo. Os familiares foram reunidos e após deliberar, sugeri que oferecessem essa menina a Deus. Eles determinaram o espírito e fizemos a Serviço de Solicitação com todos os familiares unidos. Quando terminou o Serviço de Solicitação, a menina, que estava em coma havia 20 dias, recobrou os sentidos e depois disso passou longo tempo se dedicando como moradora da igreja.

Depois, ela voltou para sua casa devido à doença dos pais, mas continua participando do Serviço mensal todos os meses, sem falta. No mês passado, ela ligou dizendo que não poderia vir porque devido às últimas chuvas, um rio havia transbordado e os carros estavam impedidos de passar por uma ponte. No entanto, ela apareceu inesperadamente na igreja e perguntando como tinha conseguido vir naquelas condições, ela respondeu que, saindo do sítio, andou seis quilômetros por um caminho na montanha, atravessou o rio tirando os sapatos e saiu até a estrada onde passava o ônibus para a igreja. Dessa forma, continua vindo com ainda maior sinceridade.

Num outro caso sobre o Serviço de Solicitação, há cerca de três semanas atrás, a esposa do condutor de uma casa de divulgação teve problemas respiratórios e foi levada ao hospital. Recebemos um telefonema de sua filha, dizendo que a vida de sua mãe corria perigo e desejava que fosse feito o Serviço de Solicitação. Imediatamente fizemos a oferenda e executamos o Serviço. No dia seguinte, recebemos uma ligação da filha dizendo que o problema respiratório havia passado, já haviam recebido alta do hospital e a mãe já estava lavando roupas. A filha estava preocupada, achando que sua mãe poderia até retornar naquele instante, mas vendo a imagem da providência, nos ligou para falar palavras de elogio, impressionada pelo quão extraordinário era o Serviço de Solicitação da Tenrikyo.

No Ofudessaki temos:

Se pedirem determinando realmente o espírito,

realizarei prontamente a onipotência.                                                    VII-43

Se tiverem o espírito sincero, peçam logo qualquer coisa,

que serão atendidos imediatamente.                                                      VII-46

Sobre este “Serviço e Sazuke” concedido a nós, Yobokus, temos na Indicação Divina:

“Pela razão única do espírito, poderá enfrentar sozinho milhares de pessoas. Deus trabalhará de acordo com a ação do espírito. Se ao menos o seu espírito estiver firme, Deus trabalhará onipotentemente, de acordo com essa ação do espírito.” (2-10-1898)

A força de um Yoboku sozinho é limitada, mas ensina que se tiver o espírito sincero de desejar a salvação a qualquer custo, Deus irá trabalhar.

Como no episódio da Índia que citei há pouco, o Serviço de Solicitação feito por uma só pessoa salvou uma cidade inteira. Isso sim, é um exemplo de como uma pessoa salvou milhares de outras. Se essa pessoa não tivesse feito o Serviço de Solicitação, provavelmente essa cidade teria sofrido prejuízos semelhantes aos sofridos pelas outras cidades.

Existem pessoas que dizem ter vergonha de ministrar o Sazuke na frente dos outros, mas assim como nos é ensinado que “não existe nem um milésimo de erro” nos ensinamentos de Oyassama, penso que é chegada a época oportuna em que temos que trabalhar para salvar as pessoas, crendo firmemente nos ensinamentos de Deus-Parens.

 

O Dendotyo estará comemorando 60 anos de fundação daqui a um ano e cinco meses. Nesse tempo que resta, gostaria que todas as pessoas do Caminho no Brasil se unissem e se dedicassem animadamente à divulgação e à salvação, orando através do Serviço e do Sazuke. Gostaria que todos trabalhassem no sentido de contentar a Deus-Parens, a Oyassama e ao Shimbashira na comemoração dos 60 anos de fundação.

Assim termino a minha missão. Muito obrigado!


Comments