Palestras‎ > ‎Outros‎ > ‎

Encontro de Oração pela Paz Mundial_Iburi

Jornal Tenri Jiho de 20 de setembro de 2009

Reverendo Masahiko Iburi – Diretor Geral Administrativo da Sede da Igreja, no Encontro de Oração pela Paz Mundial dos Líderes das Religiões
Polônia, Cracóvia, 07.julho.2009

 

Tema: Religião e Ciência

          Gostaria de explanar a respeito da relação entre religião e ciência do ponto de vista da Igreja Tenrikyo.

         Aparentemente, a religião e a ciência parecem estar em lados opostos, não havendo compatibilidade entre si. Ou seja, existe o pensamento de que a ciência atrapalha o campo da religião ou, a religião impede o avanço da ciência. Entretanto, não me coloco em nenhuma dessas posições. Isto porque, tenho a convicção de que tanto a religião como a ciência existem por haver a providência de Deus.

         Em relação à religião, tenho a seguinte postura: a religião é a manifestação do que existe no interior do espírito, o pensamento, a filosofia e o princípio religioso. Para certa pessoa pode ser algo que adquiriu através da manifestação de Deus ou através de profundas reflexões. Pode ser também adquirido através do acúmulo de sabedoria e experiência dos antepassados. Em todos os casos, a pessoa possui dentro do espírito algo que o faz crer. Assim, de um modo amplo, tenho esse conceito sobre a religião.

         Em relação à ciência, penso que é o recurso para manifestar de forma concreta esse espírito, ou o objetivo que o espírito possui como sendo o ideal.

         Deste modo, o tema “Religião e Ciência”, pode ser dito em outras palavras como a relação existente entre “espírito e forma”.

 

A Providência de Deus na Origem da Ciência

          Vou fazer uma breve explicação do Tenrikyo.

         O ensinamento fundamental da Igreja Tenrikyo foi explanado por Miki Nakayana, Oyassama, através da ‘História da Criação Original’. É o registro da criação do mundo e dos seres humanos da doutrina tenrikiana. Hoje não há tempo de explanar todo o conteúdo. É a explicação detalhada de como Deus criou o mundo e os seres humanos. Deus deseja compartilhar a alegria dos homens vendo-os viverem salvando-se mutuamente em harmonia. A concretização dessa vida plena de alegria entre Deus e os homens é o objetivo final da criação humana.

         Um ponto importante a ser enfatizado é que Deus não criou os seres humanos para que obedecessem as suas ordens como se fossem robôs. O ser humano criado por Deus possui individualmente a liberdade de pensamento, ou seja, cada um possui o seu espírito, a sua alma. Este é o princípio fundamental da religião.

         Além disso, nesse processo de criação do ser humano, emprestou o corpo ao espírito. Para que esse espírito pudesse manifestar o seu sentimento concedeu a inteligência e a sabedoria das letras. Esta é a origem da ciência.

         Na era moderna, houve um incrível avanço no campo da ciência. Isso é o resultado da inteligência e da sabedoria das letras concedida por Deus aos seres humanos. É a manifestação e a concretização do espírito humano.

         O que devemos pensar mais profundamente é que na origem da criação o espírito humano estava de acordo com o desejo Deus. Entretanto, com o passar do tempo, por ter recebido a liberdade do uso espiritual, usando o corpo que foi emprestado, começou a agir e a fazer as coisas somente para si, ou seja, se tornou um ser egocêntrico. Esse sentimento passou a atrapalhar o recebimento das providências de Deus e a conseqüência disso são os males e os problemas que começaram a surgir em si próprio.

         Foi ensinado como poeiras as atitudes contrárias ao desejo de Deus. De forma concreta, as poeiras são os seguintes sentimentos: a mesquinhez, a cobiça, o ódio, o amor-próprio, o rancor, a raiva, a ambição e o orgulho. Assim, ensinou que era necessário limpar estas poeiras para que houvesse a transformação espiritual que correspondesse à intenção de Deus baseada na origem da criação humana.

 

São Poucos os Caminhos para a Cooperação Mútua Entre as Pessoas

          Devido ao avanço da ciência, atualmente tudo está ficando globalizado. O mundo está se tornando único. Na economia, a crise americana que afetou o mundo, a gripe suína que começou no México e se espalhou rapidamente em poucos meses, a tecnologia da informática que traz rapidamente as informações de qualquer fato, mesmo que estejamos a milhares de quilômetros. Não há como impedir o avanço da ciência, e o resultado é a globalização.

         Devido à inteligência concedida por Deus é que foi possível atingir o desenvolvimento científico da atualidade. Ao observarmos o avanço no campo do transplante de órgãos, no campo da genética a tecnologia das células-tronco, a revolução da internet, o desenvolvimento da agricultura e a corrida espacial, tudo isso é realmente maravilhoso

         Entretanto, apenas o domínio da ciência não será suficiente para que todos os seres humanos vivam no espaço limitado que é o nosso mundo. O caminho para a cooperação mútua entre as pessoas do mundo está em conhecer profundamente o pensamento de cada um, compreendendo e reconhecendo a sua posição. As diversas religiões devem reconhecer as múltiplas posições e situações em que encontram os seres humanos e caminhar para a cooperação mútua.

         Dentro dessa realidade, por não conhecer a intenção do Parens, o ser humano se torna cada vez mais egocêntrico, buscando somente a felicidade da família, do seu povo ou do seu país.

         Além disso, a idéia de que ‘se atacarem, nós também atacaremos’ é um sentimento humano hostil e vingativo e o seu crescimento leva cada vez mais a uma situação de conflitos que não tem fim. O ódio e a intolerância quando manifestados gera uma reação em cadeia, fazendo com que se aumentem as armas e o poder militar. Para criar armas cada vez mais poderosas, passam a usar o conhecimento da ciência, até chegar ao ponto de vencer o inimigo. Se essa situação continuar crescendo e se espalhar pelo mundo, com certeza o ser humano verá o seu fim.

 

Os Meios Para a Concretização da Vida Plena de Alegria e Felicidade

          Temos um ponto que todos nós devemos compreender. Cada um deve se empenhar em fazer a limpeza das poeiras do espírito, fazendo com que volte ao estado original de pureza do momento da criação humana. Com isso, entenderá perfeitamente a intenção de Deus e deverá transmitir isso a todas as pessoas.

         A relação entre Deus e os seres humanos é a mesma existente entre a relação dos pais e os filhos. Se os filhos passarem a compreender a veemente intenção dos pais, com certeza, entre os filhos não haverá mais as brigas que machuquem e prejudiquem uns aos outros. Além disso, se compreender que o ‘mundo é corpo de Deus’, não haverá perigo da sua destruição.

         No Tenrikyo, o processo para se aproximar da intenção de Deus é ensinado como evolução espiritual. Com certeza, a evolução espiritual será um eterno tema para toda a humanidade. Alcançando a evolução espiritual, a ciência vai se tornar um excelente recurso para concretizar a intenção de Deus que é a vida plena de alegria e felicidade.

Comments