Palestras‎ > ‎Outros‎ > ‎

Encontro de Incentivos à União Espiritual dos Jovens de Tenri_Tadashi Ota

Reverendo Sergio Tadashi Ota (Igreja São Paulo)

Encontro de Incentivo à União Espiritual dos Jovens de Tenri - Comemoração dos 90 anos de Fundação do Seinenkai

11 de outubro de 2008

 

Primeiramente, as minhas felicitações à Associação dos Moços do Brasil pela realização deste significativo Encontro de Incentivo à União Espiritual dos Jovens de Tenri. Sinto-me muito feliz por esta oportunidade de poder estar aqui perante os associados e espero contar com a atenção de todos.

 

 

Como é do conhecimento de todos, a Associação dos Moços da Sede da Igreja está comemorando neste mês de outubro, os 90 anos de fundação. Significa que durante todo este longo tempo, os jovens de Tenri, ou seja, os arakitoryo, vieram trabalhando ativa e constantemente na divulgação e na salvação, levando o ensinamento de Deus-Parens a diversos locais por todo o mundo.

Foi através desta característica de força, ânimo e vigor que os jovens possuem é que os associados do Seinenkai passaram a ser conhecidos como arakitoryo, ou seja, desbravadores do Caminho.

Aqui, o melhor exemplo de arakitoryo creio que foi dado pelo reverendo Chujiro Otake. Logo depois que chegou ao Brasil como imigrante em 1929, deixou a esposa e o filho na colônia e com apenas 26 anos de idade, veio para a cidade de Bauru, para fazer a divulgação e a salvação.

Com certeza, no início passou por muitas dificuldades e sofrimentos, devido à diferença de língua, costumes e cultura, mas o espírito pioneiro e o vigor da idade foram determinantes para prosseguir nestas terras e tendo como amparo espiritual a vida-modelo de Oyassama.

Creio que todos os pioneiros passaram por situações semelhantes, mas graças ao esforço e empenho dos nossos antecessores é que a base do caminho da fé foi construída aqui no Brasil e, chegou-se ao crescimento e desenvolvimento dos dias de hoje. O resultado deste acúmulo da sincera dedicação dos nossos antepassados está aqui, hoje, com a presença e a participação de centenas de pessoas que são na maioria, da segunda e da terceira geração na fé.

Anos mais tarde, o reverendo Otake relatou que entre todos do grupo de famílias de imigrantes ele era o mais jovem, por isso, tomou a decisão de sair para o missionamento. Assim, vendo também este exemplo, o espírito de arakitoryo e por ser jovem é um fator determinante para se fazer um grande trabalho de missionamento. Creio que nos demais países a história do Caminho é bem parecida, tendo como base, a força e o vigor dos jovens pioneiros que saíram com o sentimento de difundir e expandir o ensinamento de Oyassama.

 

         Como foi mostrado no vídeo, a Associação dos Moços da Sede que está comemorando os 90 anos de fundação, através deste encontro, visa reunir os jovens seguidores da fé para aumentar a consciência de que são importantes desbravadores do Caminho, tendo como meta, levar a um grande número de pessoas, o ensinamento da vida plena de alegria e felicidade.

O Seinenkai do Brasil foi fundado em 1954, e 5 anos atrás, em julho de 2003, recebendo a presença do Shimbashira-sama, que é também o presidente mundial, foi comemorado o 50° ano de fundação. Creio que muitos dos associados devem se lembrar dessa grande comemoração.

         Assim, o último grande evento em que aproximadamente 1.000 associados do Seinenkai se reuniram foi nessa ocasião. Relembrando as suas palavras sobre o arakitoryo, ele disse o seguinte:

         “A Associação dos Moços nasceu em 1918, sob a paixão e o intuito fervoroso dos jovens transmitirem incansavelmente este ensinamento e de aprofundar-se nele. A missão do arakitoryo, voltada ao exterior, é divulgar e difundir este Caminho para o mundo com o espírito de desbravador que abre as novas fronteiras em terras desconhecidas e, voltada ao interior, é continuar se esforçando em assimilar a convicção da devoção única a Deus como uma pessoa que procura desenvolver pessoalmente a sua fé.”

 

         Estas foram as suas palavras sobre o arakitoryo, explicando a importância do trabalho desbravador e do aprimoramento espiritual por parte de cada associado.

Assim, pelo fato de serem jovens, existe também a imaturidade e a falta de experiência na vida, mas deve-se refletir que este é o momento propício para alcançar um maior crescimento e desenvolvimento espiritual, lapidando e fortalecendo a própria fé participando das atividades do Seinenkai e também da respectiva igreja. É uma época para que os jovens de Tenri trabalhem e tenham resultados acima do usual, ou seja, é uma época de grande crescimento proporcionada por Deus-Parens.

 

No livro ‘Doutrina de Tenrikyo’ temos:

“Deus-Parens esclareceu a verdade da criação original da humanidade, para fazer-nos compreender a extraordinária predestinação do seu aparecimento ao mundo, tomando Oyassama como seu Sacrário, e a razão do Serviço Alegre, por apressar a realização da vida plena de alegria e felicidade.”

Este trecho explica que o objetivo da nossa criação é a realização da vida plena de alegria. Durante longo tempo, através das mais variadas providências, Deus-Parens trabalhou para que os seres humanos, repetindo o ciclo de renascimentos, evoluíssem ao atual estado em que nos encontramos.

O único desejo de Deus-Parens ao criar os seres humanos é fazer com que todos vivam alegres e felizes. Assim, com a chegada do tempo prometido ou predeterminado, no local original da criação, em Jiba, tomou Oyassama como seu Sacrário e revelou-se pessoalmente ao mundo, explicando em detalhes a origem de todas as coisas, a começar pela criação humana. É por este motivo que a doutrina do Tenrikyo é considerada o último e derradeiro ensinamento, pois esclareceu a origem dos seres humanos e o motivo da sua criação.

Todos os seres humanos nascem trazendo na alma a semente da predestinação original da criação.

Esta predestinação original é exatamente o objetivo pela qual Deus-Parens nos criou que é o viver alegre e feliz. Assim, podemos dizer que todos os seres humanos são predestinados a desfrutar dessa vida. O fato de ainda não termos conseguido alcançar este objetivo está exatamente no livre uso do espírito. Para que pudéssemos corrigir os nossos erros e mostrar o verdadeiro caminho da salvação de todas as coisas é que Oyassama ensinou e apressou a prática da realização do Serviço de Kagura.

No Ofudessaki, Escritura Divina temos:

Para mim, Tsukihi, todos do mundo são meus filhos e o meu desejo é somente salvá-los. Ofu. VIII-4

Esta salvação, não se limita à cura do mal. Estou pensando na salvação extraordinária. Ofu. XVII-52

Está sendo explicado que a execução do Serviço de Kagura não é somente para solicitar a salvação de doenças, mas é também a solução dos problemas e conflitos, a graça da boa colheita, os bons negócios e a graça da paz mundial.

Assim, em todas as igrejas espalhadas pelo mundo, recebendo esta razão do Serviço de Kagura realizado em Jiba, é que são realizadas as cerimônias mensais. Por isso, participar e reverenciar com seriedade o Serviço Sagrado da cerimônia mensal é de suma importância. Receber a razão de Jiba significa receber a graça de Deus-Parens em todas as coisas. Esta freqüência constante, seja ela diária ou mensal, vai sendo acumulada em nossa alma como sementes de méritos e virtudes, e quanto mais jovem começarmos esta dedicação direcionada a Deus-Parens, mais estaremos nos aproximando do seu desejo.

 

Como estava dizendo, a maioria que está aqui, inclusive eu, herdamos a fé dos nossos pais e agora estamos continuando esta caminhada e, além de nos esforçarmos em fazer a própria evolução espiritual temos também como missão, deixar firmemente transmitido esta doutrina para os nossos filhos e netos. A fé é o maior tesouro, ou seja, a maior e a melhor herança que podemos deixar aos nossos descendentes. Os bens materiais podem ser perdidos ou se tornar motivos de conflitos e brigas entre os herdeiros, mas a fé religiosa é o caminho que conduzirá a nós e os nossos filhos e netos para a vida plena de alegria e felicidade.

Entretanto, durante a vida, existem dias de sol, com aquela brisa primaveril e também, dias de chuvas e trovoadas, até mesmo a passagem de um furacão. Os fatos mais marcantes na vida, sejam eles bons ou ruins, ficam guardados no nosso coração como lembranças. Passar no vestibular e entrar numa boa universidade, o casamento, a promoção no emprego, as doenças e até mesmo as calamidades são fatos que marcam a vida do ser humano. Os eventos alegres como a comemoração do aniversário, entrar numa universidade ou o nascimento de um filho, nos proporcionam momentos de prazer e satisfação e costumamos compartilhar com as demais pessoas. Muitas vezes, na ocorrência de fatos alegres, nós não costumamos fazer a reflexão. Apenas desfrutamos aquele momento, pensando ser o resultado do nosso trabalho e esforço.

Em contrapartida, os eventos tristes ou inesperados como uma doença grave, um acidente, uma separação, as brigas ou conflitos trazem sempre a preocupação, a aflição, o desespero, e a tristeza. Geralmente quando ocorrem fatos tristes e inesperados, somos forçados a fazer a reflexão, ou seja, no mínimo pensamos no motivo daquele acontecimento.

Gostaria de contar um fato que tem relação com o Seinenkai e comigo, de um ocorrido inesperado que marcou a minha vida e que fui obrigado a fazer várias reflexões através da orientação dada por Deus-Parens. Foi há 16 anos, exatamente no dia da 38ª Assembléia Geral do Seinenkai, em maio de 1992.

Como acontecia todos os anos, fui participar do campeonato de futebol, no time da diretoria. Entretanto, logo que começou o jogo, torci o meu pé direito e caí no chão. Todos acharam que eu estava de brincadeira e que não queria jogar, pois continuava deitado na grama. Entretanto, sentia muita dor e finalmente fui carregado para fora do campo. Acharam melhor ir ao pronto-socorro tirar uma chapa. Assim, fiquei sabendo que tinha fraturado o tornozelo e voltei com o pé engessado para o Dendotyo.

De volta para a minha igreja, logo veio visitar um fukyoshotyo e se propôs a me levar a um ortopedista conhecido dele. Aceitei e depois do diagnóstico fiquei sabendo que precisaria operar com urgência o meu tornozelo. Levei um susto, pois pensava que não era algo tão grave.

No dia seguinte, fiz a cirurgia e os médicos tiveram que colocar três parafusos para segurar os ossos que estavam bastante fraturados. Hoje, ainda continuo com um parafuso de quase cinco centímetros no meu tornozelo.

Bem, como estava falando, quando recebemos uma orientação de Deus-Parens, como seguidores do ensinamento de Oyassama, logo começamos a pensar e a refletir sobre muitas coisas. No início me perguntava por que tinha acontecido aquilo comigo e não encontrava uma resposta. Mas, com o passar do tempo, percebi que Deus-Parens me avisou puxando a minha perna, advertindo que estava andando para o lado oposto ao seu desejo.

Na verdade, tinha acabado de me casar um mês antes e recebemos a sugestão de vir fazer hinokishin aqui no Dendotyo, pois começaria a obra de troca do telhado, a troca dos altares e a ampliação do shinden. Não estava muito animado, pois pensava em aproveitar um pouco a vida de casado, em vez de vir ao Dendotyo. Estava querendo ir para outro lado, fugindo do esforço e do sacrifício. Para corrigir este pensamento errado, Deus-Parens me advertiu mostrando uma orientação na perna, mostrando que deveria sempre andar em direção ao seu desejo.

Depois de alguns meses de recuperação, eu e minha esposa viemos ao Dendotyo e nos dedicamos ao hinokishin da reforma e ampliação e recebendo a maravilhosa graça de Deus-Parens, mesmo com um parafuso no tornozelo, até hoje, não tenho nenhum problema para andar ou para sentar.

Assim, como seguidores do ensinamento de Oyassama, a nossa vida é marcada por alguns ‘nós’, acontecimentos. Entretanto, se compararmos com aqueles que não conhecem os ensinamentos, temos a satisfação de encontrar meios mais fáceis para se fazer a reflexão, tendo como base a doutrina. Dependendo do modo de pensar e refletir, e a decisão que for tomada, a vida vai sofrendo grandes transformações. O rumo da nossa vida está na decisão que tomamos hoje, diante de um fato, seja ele alegre ou triste.

Deus-Parens ao criar os seres humanos, emprestou o corpo a nossa alma. Assim, foi nos ensinado que o corpo é algo tomado emprestado de Deus e somente o espírito é que nos pertence. Recebendo a graça do livre uso do espírito, o ser humano veio vivendo da maneira como bem entendia. Porém, durante a vida, nos deparamos em muitos cruzamentos. Escolher se vai para a esquerda ou para a direita é uma decisão a ser tomada por cada um, exatamente por ter essa liberdade de uso do espírito. Quando somos jovens, essas escolhas são mais difíceis, pelo fato de nossa imaturidade espiritual. Ou seja, geralmente preferimos o caminho mais prazeroso e cômodo, evitando os sacrifícios.

Temos no Ofudessaki, Escritura Divina:

Reflitam e sigam-me determinando o espírito, no futuro terão um caminho promissor. Ofu. V-24

Pela experiência adquirida por mim ao seguir esta fé, posso assegurar que quando surgir a dúvida entre escolher o caminho da cogitação humana e o de servir ou fazer as coisas de Deus, escolham sempre a segunda, pois assim estarão fazendo a escolha certa. Mesmo que aparentemente seja um caminho mais difícil. Deus-Parens tem prometido que sempre haverá prazer no futuro.

Deste modo, quando jovens todos devem procurar participar voluntariamente das atividades do Seinenkai, da igreja ou da regional, pois estarão acumulando méritos e virtudes que se tornará a base e a origem das graças que vamos receber de Deus-Parens.

Além disso, não podemos esquecer que somos também instrumentos de Oyassama, ou seja, ajudantes do trabalho de salvação. Se desejamos a nossa felicidade, devemos também desejar a felicidade das outras pessoas. O yoboku é aquele que tem como missão, ajudar Oyassama na salvação das pessoas.

Muitas vezes, quando algum fiel da igreja se encontra em estado muito grave, internado no hospital, além da ministração do Sazuke, eu e minha esposa fazemos a determinação de realizar o Serviço Sagrado e Dançar os 12 hinos, como um meio de solicitar a graça da salvação. Determinando a hora e os dias, faço a solicitação a Deus-Parens e a Oyassama, exatamente porque foi nos ensinado que junto com o Sazuke, o Serviço Sagrado é também o meio de salvação, ou seja, para se receber a graça. Na maioria das vezes, pude sentir a alegria de receber a graça da melhora da pessoa que estava em estado muito grave.

No Ofudessaki tem-se:

Quão grave e difícil seja a doença, todos serão salvos com dedicação única ao Serviço. Ofu. X-20

Seguindo este exemplo, ao sabermos de alguém que está em uma situação grave, por mais que estejamos distantes e não pudermos ministrar o Sazuke, se dedicarmos sinceramente à realização do Serviço Sagrado, fazendo a solicitação com sinceridade, tenho a certeza que de o nosso pedido será aceito por Deus-Parens e receberemos a sua imensa graça. Assim, temos o ensinamento de que salvando os outros, nós é que estaremos sendo salvos.

Pelo fato de vivermos inseridos na sociedade, como seguidores do ensinamento de Oyassama, devemos tomar sempre o cuidado de não sermos levados ou influenciados pelo pensamento comum, ou por modismos ou cogitação humana.

         Se deixarmos acumulados méritos e virtudes, Deus-Parens vai nos conceder as coisas de acordo com esse merecimento. Para acumular méritos é preciso agir no dia a dia de maneira que se possa corresponder a Deus.

A liberdade espiritual não significa que cada um pode agir conforme o seu desejo, fazendo apenas coisas do seu interesse e benefício.

         Desta forma não receberemos a proteção de Deus.

         Deus observa as nossas atitudes e concede a graça de acordo com o merecimento de cada um.

         O Tenrikyo ensina que qualquer graça onipotente é concedida dependendo unicamente da ‘razão do espírito’ ou da ‘proteção conforme o espírito’. Então, qual seria este espírito que corresponde ao desejo de Deus?

         Como disse, o espírito é quem toma o corpo emprestado de Deus. Por isso, de acordo com esse espírito é que se determina se o corpo terá vida curta ou longa.

         Conseqüentemente, deve-se usar o corpo de maneira que sirva à vida plena de alegria e felicidade e isso depende unicamente do espírito, ou seja, da nossa vontade.

         Como no Seinenkai existe a atividade de missionamento, gostaria que participassem das caravanas que são realizadas periodicamente. Como sabem, este ano, o Dendotyo iniciou as atividades dos três anos, mil dias para a comemoração dos 60 anos de fundação a ser realizado em junho de 2011. Há exatamente 10 anos atrás, uma das metas era ter locais de missionamento em todos os estados do Brasil e naquela ocasião, em 8 estados, não havia nenhum local ou família de yoboku.

         Naquele período, o Seinenkai fez a determinação de realizar caravanas de missionamento a cada meio ano para esses estados, com o objetivo de corresponder à determinação do Dendotyo, demonstrando a força jovem do arakitoryo.

         Passados 10 anos desde então, recebendo uma imensa graça de Deus-Parens, hoje são apenas 3 estados, Piauí, Tocantins e Amapá que ainda não se tem nenhum local de missionamento.

         Com certeza, recebendo o grandioso e onipotente trabalho de Deus-Parens e Oyassama, e com o vigor e o ânimo dos jovens arakitoryo presentes hoje neste encontro, será possível concretizar esta meta para os 60 anos do Dendotyo.

         Espero que voluntária e ativamente, participem das caravanas de missionamento e das atividades do Seinenkai, pois existem oportunidades que somente são possíveis de participar apenas quando somos jovens. Por isso, peço a todos que não percam essa chance, não deixem passar estas oportunidades.

 

         Em comparação aos nossos pais e avós que iniciaram a caminhada da fé, nós hoje, estamos podendo passar por um excelente e gratificante caminho.

Costumamos falar que estamos há tantas gerações na fé. Dentre os presentes, creio que existam aqueles que são pioneiros e também os que estão no Caminho há várias gerações. No meu caso, sou da quarta geração. Isto quer dizer que, relembrando o passado da família, quatro gerações anteriores à minha, os meus bisavós é que entraram para este Caminho e aí está o dia original da salvação da minha família.

Não existe nada mais maravilhoso do que nascer e ser educado numa família da Tenrikyo, trilhar sincera e obedientemente o Caminho e, mais tarde, passar a viver com a convicção da própria fé. No entanto, ao nosso redor, mesmo sendo filhos de fiéis, antes de despertar para a própria fé, acabam se afastando do Caminho.

Mesmo tendo sido criado num ambiente em que vestir o happi e fazer o Serviço Sagrado era algo natural, existem muitos casos em que, a partir de uma certa idade, começam a questionar e contrariar à fé. Ainda, existem pessoas que, apesar de terem ouvido o Besseki e se tornado yoboku, influenciados pela vida comum, vão gradualmente se afastando do Caminho.

Aos associados, mesmo que não tenham condições para sair para realizar trabalhos missionários em locais distantes, um excelente e importante trabalho está em exatamente trazer de volta essas pessoas que se distanciaram da fé. Procurem entrar em contato, convidem novamente para o kyokai ou para as atividades do Seinenkai. Com certeza será um grande trabalho de salvação.

Se levamos uma vida normal, sem termos que enfrentar grandes problemas pelo caminho, tendemos a pensar que a fé não tem grande importância na vida. Pode haver pessoas que pensem que mesmo sem ter uma fé, é perfeitamente possível levar uma vida normal, sem nenhum problema.

Mas, sabemos perfeitamente que a fé é o que nos dá a força espiritual para enfrentarmos os problemas da nossa vida e com isso caminhamos para a felicidade.

 

Nos Episódios da Vida de Oyassama, número 90, ‘Maior na Segunda Geração do que na Primeira’, temos:

         Por volta de 1881, quando Tamezo Yamazawa apresentou-se a Oyassama, ouviu dela as seguintes palavras:

         “Deus diz que espera o aparecimento dos filhos mostrando a predestinação nos pais. De maneira que a virtude torna-se maior na segunda geração do que na primeira, maior na terceira do que na segunda. A virtude aumenta e torna-se a virtude de todas as gerações. Segundo a virtude espiritual das pessoas, tanto há pessoas com virtude para uma geração, como pessoas para duas, três gerações. Ainda há pessoas com virtude para todas as gerações. Com a continuidade dessa virtude, é que as pessoas de má predestinação se tornam de boa predestinação.”

         Através deste episódio, Oyassama nos ensinou que a continuidade na fé é algo muito importante para a transformação da predestinação. Não basta a dedicação de apenas uma geração, mas de todas as gerações. Isso significa que não basta apenas a dedicação dos nossos avós e dos nossos pais, mas também temos que fazer a nossa parte, dedicando e seguindo esse ensinamento.

Para isso, na vida diária, nunca esquecer que é um seguidor do ensinamento de Oyassama, sempre que possível estar disposto a praticar o hinokishin, em qualquer lugar que esteja, mesmo que seja em sua própria casa. Se pensar que está sendo obrigado a fazer as coisas, pode ser que haja insatisfação, mas por outro  lado, se pensar que tudo é trabalho para Deus, com certeza nascerá a alegria e a satisfação. Esta disposição espiritual é aceita como boas sementes por Deus.

Incentivar os amigos e familiares para que também façam parte deste processo de colocar em prática os ensinamentos. Quanto mais pessoas reunirmos, mais estaremos ampliando aqueles que estarão se aproximando de Deus.

Pequenas ações cotidianas de hinokishin, de ministrar o Sazuke, de ajudar e dar atenção, de fazer oferenda, e outras coisas serão decisivas para a prosperidade no futuro. Aquilo que plantamos hoje, serão as graças que recebermos amanhã. Esta é a infalível razão do céu.

Deste modo, neste ano da comemoração dos 90 anos de fundação da Associação dos Moços, aos jovens desbravadores do Caminho, tendo a meta da concretização da vida plena de alegria e felicidade é uma época oportuna para participarem das atividades no sentido de demonstrar ainda mais a força jovem. Ainda, é uma época sem igual para avançar mais um passo rumo à evolução espiritual.

         Espero que este encontro se torne um ponto de partida para que cada um participe ativamente das atividades do Seinenkai. Além disso, com a união e o esforço de todos, como verdadeiros desbravadores do Caminho, desejo que se mobilizem com força, vigor e ânimo no missionamento e na salvação.

         Desejando o máximo empenho e o sucesso de todos, agradeço pela atenção e assim termino as minhas palavras.

         E um grande viva aos jovens do Tenri do Brasil.

Muito obrigado.

Comments