Ano

Idade

Fatos históricos

Movimento na Sociedade

1798

01

18 de abril, Oyassama nasce em Sammaiden, uma aldeia do Distrito de Yamabe, na Região de Yamato.

 

1803

06

Começa a costurar.

 

1806

09

Frequenta a escolinha (Terakoya) até os 11 anos.

 

1809

12

Moldava vestimentas e também os tecia sozinha. Recitava os hinos búdicos da Seita Jodo.

 

1810

13

Casa-se com Zembee Nakayama, da Aldeia de Shoyashiki.

 

1813

16

Foi lhe confiada pelos sogros a direção da casa da Família Nakayama.

 

1816

19

Recebe a transmissão dos Cinco Mistérios da Jodo, no Templo Zempuku da Aldeia Magata.

 

1817

20

Nessa época, ocorre o incidente Kano.

 

1820

23

O sogro Zen-emon Nakayama retorna.

 

1821

24

Nasce o primeiro filho Shuji.

 

1825

28

Nasce a primeira filha Omassa.

 

1827

30

Nasce a segunda filha Oyassu.

 

1828

31

A criança sob seus cuidados pega varíola negra. A sogra Kinu retorna.

 

1830

33

Segunda filha Oyassu retorna.

 

1831

34

Nasce a terceira filha Oharu.

 

1832

35

Nesta época, Zembee possui o cargo de Shoya da Aldeia de Shoyashiki.

Desestabilidade no clima, crise e fome é desencadeada.

1833

36

Nasce a quarta filha Otsune.

 

1835

38

Quarta filha Otsune retorna.

.

1836

39

 

Rebelião dos lavradores

1837

40

Shuji sente dores na perna. Nasce a quinta filha Kokan.

Revolta de Heihatiro Ôshio.

1838

41

Revelação Divina. Oyassama se torna Sacrário de Deus-Parens.

 

1839

42

Antes e depois desse ano, ela se enclausura no depósito.

 

1841

44

Experiência do parto.

Início da Reforma de Tempô

1848

51

Oyassama ensina costura. Shuji abre uma escolinha (Terakoya).

 

1852

55

Terceira filha Oharu casa-se com Sojiro Kajimoto.

 

1853

56

Marido Zembee retorna. Demolição da casa principal. Divulgação do ensinamento em Naniwa por Kokan. A primeira filha Omassa casa-se nessa época. Oyassama, cai na profunda pobreza.

Chegada do Almirante Perry.

1854

57

Início do Obiyayurushi (Primeiro parto de Oharu)

 

1855

58

Retrovendeu as últimas terras que restavam, cerca de um alqueire e um quarto.

Tratado de amizade comer­cial entre Japão e E.U.A.

1860

63

 

 

1862

65

Espalha-se o nome de “Deusa do Parto”.

 

1863

66

A doença da irmã mais nova de Tyussaku Tsuji.

 

1864

67

Tyushiti Yamanaka, Izo Iburi iniciam na fé. A violência do médico Bungo Furukawa. Entrega o Sazuke do Leque, Gohei e Fertilizante Integral. Construção do Local do Serviço Sagrado. 1º nó do Santuário de Oyamato.

 

1865

68

Conclusão da construção do Local do Serviço. Ataque dos bonzos. Caso Sukezo.

 

1866

69

Nascimento do 1º Shimbashira. Violência dos monges montanheses. Intimação do Posto Administrativo de Furuiti. É ensinado a melodia e os movimentos das mãos de “Ashiki harai..”

 

1867

70

É ensinado a melodia e os movimentos das mãos dos “12 hinos”. Recebe a permissão do Administrador-Geral do Xintó Yoshida.

-Devolução do poder ao Mikado..

1868

71

Foi à Aldeia de Mamekoshi. Violência dos aldeões.

-Batalha de Toba-Fushimi.

1869

72

Escreve a Parte I e II do Ofudessaki. Casamento de Shuji. Jejum de 38 dias

Restauração do Império Meiji.

1870

73

Ensina os movimentos de “Tyoito hanashi..” e “Yorozu Hasshu..”. Abolição da Agência de Administração do Xintó Yoshida.

 

1871

74

Nessa época ocorrem salvações milagrosas e o ensinamento começa a se espalhar.

Queda dos feudos, instalação das províncias.

1872

75

Jejum de 75 dias. Retornamento da terceira filha Oharu. Ordenou preparar seus alimentos em fogo e panelas sepados dos demais.

Mudança para calendário Lunar de 03/12/1872 para  01/01/73.

1873

76

Construção do modelo do Kanrodai. Shuji assume o cargo de chefe da aldeia de Shoyashiki.

 

1874

77

Escreve da Parte III ao VI do Ofudessaki. Recebimento das máscaras do Kagura. 2º nó do Santuário Oyamato. Nó de Yamamura Gotem. Escreve o Ofudessaki Extra. Intimação do Órgão Regional de Fiscalização Religiosa de Nara. Oyassama usa vestes vermelhas.

Entrega do Dom do Sazuke para 4 pessoas.

 

1875

78

Escreve da Parte VI ao XI do Ofudessaki. Ensina o “Itiretsu Sumasu Kanrodai” e os 11 tipos de dança do Kagura. Identificação de Jiba. Sacrifício em Nara. Retornamento de Kokan. Conclusão da construção da casa-portão centro-sul. Permissão da Solicitação para Izo Iburi.

 

1876

79

Permissão para o funcionamento da casa de banho e pensão. Serviço pela chuva na Aldeia Kosaka. Escreve a Parte XII do Ofudessaki.

 

1877

80

Ensina os instrumentos femininos. Nascimento de Tamae. Prisão de Shuji. Escreve a Parte XIII do Ofudessaki.

Guerra de Seinan

1878

81

Entrega a oferenda abençoada Konpeito.

 

1879

82

Escreve a Parte XIV do Ofudessaki. Adotou Naraito Ueda.

 

1880

83

Escreve a Parte XV do Ofudessaki. Inaugurada a Irmandade Tenin-ô (até o ano 15). A última prisão de Shuji.

A vinda do 1º Shimbashira para a residência.

Serviço Sagrado completo com os instrumentos.

 

1881

84

Escreve a Parte XVI do Ofudessaki. Retornamento de Shuji. Procura das pedras do Kanrodai. Instou em compilar o registro-sagrado. Sacrifício de outubro. Suspensão da construção das pedas do Kanrodai.

 

1882

85

Izo Iburi vem morar na residência. Confisco das pedras do Kanrodai. Mudança nos versos “Ashikiharai e Ichiretsu sumasu” do Mikagura-uta. Escreve a Parte XVII do Ofudessaki. 1º Shimbashira é registrado como filho adotivo dos Nakayama. Caso Abiko. Caso Izumita. Confisco da mandala e outros objetos religiosos. Sacrifício de outubro. Prisão de Izo Iburi. Retornamento de Matsue. Fechamento da casa de banho e pensão. Desligamento com o Templo Jifuku. Construção da Casa de Repouso.

 

1883

86

A melodia do Ofudessaki. Serviço pela chuva em Kawati. Conclusão da Casa de Repouso. Sacrifício de outubro.

 

1884

87

Sacrifício de março. Os sacrifícios antes e depois do dia 26 de cada mês. Sacrifício de agosto. Movimento pela fundação da igreja.

 

1885

88

Shimbashira se torna instrutor doutrinário. A igreja é elevada a Igreja Xintó de 6º grau. Movimento para a fundação da igreja.

 

1886

89

Último sacrifício. Intimação pela Delegacia de Itinomoto. Averiguação pela Central da Xintó.

 

1887

90

18 de fevereiro (26 de janeiro C.L.) Ocultamento Físico de Oyassama.

23 de fevereiro (01 de fevereiro do C.L.) Funeral.

25 de março (02 de março do C.L.) Izo Iburi se torna Honseki.