O corpo é um "empréstimo" de Deus
-
Apenas o espírito lhe pertence

Dizem que o ser humano somente sente gratidão pelo corpo sadio quando se adoece. No dia-a-dia, movimentamos livremente o corpo como se fosse algo natural, mas é devido às dez providências de Deus­Parens que se mantém o balanço interno do corpo.

Quanto a isto foi-nos ensinado como "coisa emprestada e tomada emprestada", pois aos olhos de Deus, o corpo foi emprestado aos seres humanos, e para nós, foi tomado emprestado.

Nas Indicações Divinas Ossashizu está escrito claramente:

"Não acontecer como o homem pensa é a prova do empréstimo."
"Somente o espírito é o teu bem"

Foi permitido ao homem usar livremente o espírito, por isso, ele é livre para pensar, refletir, desenvolver sua imaginação até onde quiser, transcendendo os limites do corpo. Pode inclusive imaginar coisas más a bel-prazer. Mas, se pode usar a liberdade dessa maneira, é melhor usá-la para servir as pessoas. Salvar as pessoas é o que Deus-Parens mais deseja, e corresponder a essa vontade fará com que Deus-Parens se anime ainda mais. Qualquer um, fazendo boas ações, se sente bem, e recebendo a graça divina, o espírito ficará animado também.

O corpo emprestado deve ser utilizado para que as pessoas ao redor fiquem contentes, essa é a base.